Assim como qualquer atividade física, os esportes carregam um poder transformador gigantesco na vida de seus praticantes. Além de proporcionar diversos benefícios, tanto físicos quanto mentais, é também um grade suporte para a construção de uma melhor qualidade de vida. Ademais, ele não tem restrições, pode ser praticado por qualquer pessoa, e se adéqua a qualquer necessidade, sendo assim, um grande instrumento de inclusão.

 

Veja alguns dos benefícios:

  • Melhora da condição Cardiovascular
  • Aprimoramento da força, agilidade, coordenação motora, equilíbrio e repertório motor
  • Oportunidade de sociabilização entre pessoas sem e com deficiência
  • Ajuda no desenvolvimento de indivíduos independente no seu dia-a-dia
  • Melhora da autoestima e autoconfiança

 

Não podemos deixar de lembrá-los que, assim como qualquer atividade física, é extremamente necessário um acompanhamento médico.

 

Depois do êxito do Brasil nos jogos Parapan-americanos de 2019, acreditamos que o engajamento de pessoas com deficiência no esporte pode aumentar ainda mais, e por conta disso, trouxemos alguns esportes mais comuns:

  • Pessoas com Deficiência Visual: Atletismo, Ciclismos, Futebol, Judô, Natação, Goalball, Hipismo, Halterofilismo e Esporte de Inverno;
  • Pessoas com Deficiência Auditiva: Atletismo, Basquetebol, Ciclismo, Futebol, Handebol, Natação, Vôlei
  • Pessoas com Deficiência Física: Atletismo, Arco e Flecha, Basquetebol em cadeiras de rodas, Bocha, Ciclismo, Esgrima em cadeira de rodas, Futebol para amputados e paralisados cerebrais, Halterofilismo, Hipismo, Iatismo, Natação Rugby. Tênis em cadeira de rodas, Tênis de mesa, Voleibol sentado e Modalidades de inverno.

 

Todos os esportes citados têm uma série de adaptações e regras específicas, além disso, existem dentro das mesmas modalidades classificações funcionais para dar condição de igualdade e competitividade.

 

Comemoração do dia 22 de setembro – Dia Nacional do Atleta Paraolímpico

Amanhã (21), acontecerá a segunda edição do Festival Paralímpico em comemoração ao Dia do Atleta Paralímpico (22). O megaevento promovido pelo CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro) estará em 70 cidades, em todos os estados do país e no DF e irá fomentar a experimentação do esporte adaptado.

A programação oferecerá 3 modalidades por sede, com duração de 3H – das 08H30 às 11H30. E seu objetivo é mobilizar pessoas com deficiência por todo o território brasileiro.

Entre os esportes disponíveis estarão: Atletismo, Basquete em cadeira de rodas, Bocha, Futebol de 5, Futebol de 7, Goalball, Judô, Parabadminton; Parataekwondo; Tênis de mesa, Tênis em cadeira de rodas e vôlei sentado.

No Rio de Janeiro, a sede do evento será no Vasco da Gama. A participação é livre e gratuita para as crianças, com ou sem deficiência. Dúvidas poderão ser esclarecidas pelo e-mail: festivalparalimpico@cpb.org.br

 

Fonte: Vida mais livre & CPB.Org