Neste mês decidimos dedicar uma semana inteira em nosso Instagram para falarmos do Meio Ambiente e o nosso blog também não poderia ficar de fora. A data do dia Mundial do Meio Ambiente foi 05 de junho (quarta-feira) mas, sendo um tema tão importante nos dias atuais torna-se necessário um estímulo diário.

Não é novidade que lutamos há algum tempo com os problemas provocados pelo acúmulo de lixo e descartes em lugares indevidos.  A conscientização perante a esse problema tem aumentando, porém, o que fazer com os lixos que já estão lá? É pensando nesta iniciativa que foi criado a modalidade de Plogging, já deu para adivinhar né?

O Plogging é a mistura de atividade física com boas práticas de sustentabilidade. Não tem mistério, basta combinar qualquer atividade física, de preferência aeróbica, com a coleta de lixo. Pode ser corrida, caminhada ou qualquer outro exercício que dê para realizar o recolhimento. O grande benefício é percebido primeiramente para o meio ambiente, porém os movimentos repetitivos de agachar e recolher algo servem para o alongamento do corpo e a queima de calorias, além de ganhos a longo prazo e contribuição por um mundo mais saudável.

A origem da modalidade se deu na Suécia em 2017, quando o ambientalista Erik Ahlstrôm organizou um grupo no seu Facebook para lançar o que chamou de “Corrida sustentável”. Erik uniu as palavras “Plocka” (que em sueco significa “recolher”) e “jogging” (“trotar”, em inglês) para criar o termo plogging, que representa o ato de correr recolhendo lixo.

A prática ganhou popularidade nas redes sociais por ser fácil e sustentável. Além disso, permite grande interação social por ser feita em grupos. Muitas pessoas já compartilharam suas fotos usando as hashtags #plogging ou #plogga, buscando incentivar novos praticantes.

Evento para ir: E que tal participar nesse sábado do “Aquele Abraço”?

A Route Brasil, organização com objetivo de criar soluções para evitar e minimizar o impacto do consumo na natureza, está promovendo o evento nas orlas da Praia da Barra e Recreio. O objetivo é despertar um novo olhar sobre o impacto causado pelo consumo na água do mar. E por isso, conta com a atividade de recolher os resíduos, separar o que foi encontrado e ainda uma análise química da areia.

O nome do evento se deu, pois, os organizadores esperam reunir mais de 18 mil pessoas e para alertar sobre a poluição, e principalmente o lixo levado pelo mar, realizar um grande abraço nos mais de 18,3 quilômetros de orla.

Gostou da Ideia? Participe desse evento!

Fonte: Terra O Globo