Se a musculação já não satisfaz seu desejo de mudança, apesar de querer levar uma vida com uma rotina saudável, abaixo disponibilizamos uma lista de exercícios que você pode substituir ou acrescentar no seu treino diário.

 

  1. Spinning

O spinning é uma forma de variar as pedaladas convencionais, trazendo as bicicletas para os ambientes das academias e trabalhando os componentes essenciais das atividades físicas: frequência cardíaca, velocidade, intensidade e motivação.

Além de ajudar no emagrecimento, o spinning traz benefícios ao sistema cardiorrespiratório, ajuda na tonificação muscular dos membros inferiores e promove a sensação de bem-estar.

  1. Step

As aulas de step acontecem com o uso de um pequeno “degrau”. Os alunos sobem e descem esse degrau de acordo com a instrução do professor que monta coreografias compostas de movimentos funcionais, como agachamentos.

Por utilizar desses movimentos, o step é indicado para pessoas que desejam emagrecer, fortalecer as pernas, trabalhar a coordenação motora e melhorar a resistência dos sistemas cardiovasculares e respiratórios.

  1. Jump

O jump é uma atividade que agrada a muitas pessoas por ser bastante dinâmica e desafiadora. As coreografias são realizadas em uma pequena cama elástica individual, na qual o aluno pula de forma ordenada e coreografada.

As vantagens dessa modalidade são diversas e incluem melhora do condicionamento físico, dos ossos, do equilíbrio e da coordenação motora. Além disso, promove a saúde do coração e dos pulmões, favorece o emagrecimento e a tonificação das pernas.

  1. Circuito Funcional

O treino funcional é um grande aliado daqueles que pretendem trabalhar os músculos, mas consideram os treinos de musculação monótonos. Uma das suas principais características é a combinação de movimentos do dia a dia com o trabalho muscular. Neste tipo de atividade, a rotina de treino é bastante dinâmica por acontecer em forma de circuito: as séries são mais curtas, intensas e se repetem de forma alternada durante a mesma aula.

Além disso, a utilização de equipamentos diversos faz com que os exercícios tenham diferentes graus de dificuldades e variações.

  1. Muay Thai

O Muay Thai é uma arte marcial tailandesa conhecida por seus movimentos brutos como chutes, cotoveladas, socos e joelhadas. Mas, antes que você se assuste, é importante lembrar que, durante as aulas, esses movimentos são realizados com ajuda profissional e com um objetivo específico.

Entre os benefícios do Muay Thai, podemos citar a melhora do condicionamento físico, o fortalecimento muscular, aceleração do metabolismo, gasto calórico elevado, ganho de força física, equilíbrio, flexibilidade e, claro, benefícios para a mente. Pode ser utilizado como alternativa para aqueles que desejam trabalhar as pernas, glúteos, coxas e abdômen, mas não se adaptaram aos treinos de musculação.

  1. Hidroginástica

A hidroginástica é uma modalidade que permite o trabalho muscular para pessoas com baixo nível de condicionamento físico. As aulas podem ser realizadas por pessoas de todas as idades e são, geralmente, muito frequentadas por quem já está na terceira idade. Os movimentos são simples e benéficos para o sistema cardiovascular, para a coordenação, o equilíbrio, além de aliviarem o estresse.

A hidroginástica é uma ótima opção para pessoas com problemas nas articulações — claro, com a devida recomendação e liberação profissional. Isso porque a água reduz o impacto dos movimentos, reduzindo o desgaste nos joelhos e ombros.

Não deixe seu desempenho cair! Movimente-se.

Fonte: IBahia