Como já dizia os antigos, gravidez não é doença! E apesar de ser necessário o repouso com mais frequência o mito de que gravidez e atividades físicas não se misturam está ficando fora de moda nos dias atuais.

Nesse momento tão especial para as mulheres, onde ocorre o excesso de hormônio, e as dores provocadas pelo peso extra, os exercícios – quando orientados de maneira segura, por profissionais adequados – podem ser um grande aliado para as mamães.

É importante lembrar que antes de qualquer decisão ou exercício é preciso se consultar com o médico para que, após a liberação do mesmo, a gestante possa começar a sua rotina de exercícios, respeitando sempre as limitações do seu corpo. A escolha da atividade também exige atenção, pois nem todas são liberadas neste período. Priorize sempre atividades moderadas e de baixo impacto, pois as articulações estão mais amolecidas o que pode facilitar torções e quedas.

As mulheres que já possuíam uma rotina ativa de exercícios, normalmente, conseguem continuar com mais facilidade, porém as que possuíam hábitos sedentários devem ter mais cuidado.

Entre os benefícios da atividade física nessa fase estão o controle do inchaço característico da gravidez, melhora de postura, redução de dores nas costas e até prevenção de doenças como diabetes gestacional, pré-eclâmpsia e problemas cardiovasculares. As melhoras se estendem também no âmbito mental pois aliviam tensões e estresses. Caso opte pelo parto natural, manter-se ativa irá melhorar ainda mais as condições nesse momento tão especial.

Confira abaixo a lista de atividades recomendadas para gestantes:

  • Pilates

Existem muitas séries e aulas de pilates  preparadas especialmente para gestantes. Os exercícios dessa modalidade são muito efetivos contra as dores lombares, além de melhorarem o equilíbrio e a fortalecerem os músculos.

 

  • Hidroginástica

Não é à toa que a hidroginástica é uma das atividades preferidas das gestantes: a opção de baixo impacto promove resistência e flexibilidade muscular. Além disso, a água alivia o peso extra da gravidez.

 

  • Caminhada

Fazer caminhadas lentas é uma atividade muito recomendada pelos médicos e ainda ajuda a perder peso. Mas nada de maratonas: especialistas recomendam 15 a 30 minutos do exercício.

  • Yoga

O Yoga melhora a capacidade de controle da respiração e auxilia a manutenção do equilíbrio emocional. As grávidas, porém, devem fazer apenas as posições mais leves.

 

  • Musculação

Acredite: grávidas podem, sim, fazer musculação. Mas elas devem pegar leve e ser acompanhadas de perto por profissionais. A musculação ajuda a diminuir as dores nas costas e a fortalecer os músculos.

Fonte: Globo Esporte